“Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar, e eu não posso ficar aí parado.”

Como dizia o genial Raul Seixas, o mundo é muito grande para se ficar “sentado no trono de um apartamento com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar”. Meu pai me apresentou essa grande obra quando eu ainda era uma criança e desde então ela passou a fazer parte do meu lema de vida.

Nessa primeira semana que passei em San Diego, posso dizer que até consegui fazer bastante coisas sozinha. Claro que minha exploração ficou bem limitada à região onde moro, mas só pelo fato de ter coragem de sair e desbravar o novo, já é um grande passo. Posso dizer que relembrei a mesma sensação que tive quando mudei para Porto Alegre, só que em uma proporção bem maior.

No primeiro e no segundo dia fui conhecer o que tinha na primeira quadra do apartamento, que possui um shopping a céu aberto com várias lojas; no terceiro dia caminhei um pouco mais longe, duas quadras, e descobri a biblioteca pública do bairro (este lugar mais que especial merece um post à parte); no quarto dia estava chovendo, então resolvi ficar em casa dando uma de Maria; e no quinto dia andei várias quadras além e acabei parando em outro shopping.

Bom, vale dizer que estamos num condomínio que fica em frente a um centro comercial, então dediquei duas tardes para ir à lojas como a Ikea e o Costco. Por aqui as pessoas costumam andar muito de carro, até porque Mission Valey fica uns 15 minutos do centro, mas todas as ruas possuem calçadas, então é muito fácil se locomover a pé ou de bicicleta.

Claro que bate uma insegurança ao sair da sua zona de conforto (no meu caso, criei um vínculo com o apartamento e transformei ele no meu lar atual, no meu refúgio) principalmente nesses primeiros dias. Dá medo de não saber como as pessoas serão com você ou como você vai se sair em certas situações. No Costco, por exemplo, passei por um momento de aperto que acabou virando uma grande lição.

O Cotsco é um supermercado que vende produtos em grandes quantidades. Nem preciso dizer que fiquei fascinada com o tamanho dos pacotes e das embalagens, sem contar que a cada corredor tem entre dois e três promotores oferecendo prova grátis das mais variadas comidas. Ou seja, tudo isso me deixou muito animada, nem vi a hora passar de tanta novidade presente em cada prateleira.

Ao chegar a minha vez de pagar no caixa, o atendente pediu o cartão da loja. Como eu não o tinha, ele disse que então não poderia levar as mercadorias. Uma senhora que estava atrás de mim na fila se compadeceu da situação, pois expliquei que estava há menos de uma semana na cidade e não sabia como funcionava as regras dos supermercados. Ela acabou passando o seu cartão de sócia para mim e finalmente consegui trazer minhas compras para casa.

Aqui vale um adendo. Vários supermercados americanos não dão sacolas plásticas, sendo assim, ou você leva sua sacola de pano/plástico ou coloca as compras nas caixas que estão disponíveis na saída do estabelecimento. Isso eu também aprendi só depois de já ter pago tudo, então coloquei as coisas numa caixa e vim abraçada com ela até em casa (ainda bem que me contive e trouxe poucas coisas!).

Após passado o aperto, vim direto para o meu porto seguro, nervosa, como se tivesse culpa de alguma coisa. No fim, entendi que essas situações vão acontecer diariamente e será preciso lidar com elas. Fiquei muito feliz de saber que as pessoas por aqui são solidárias. Jamais imaginava que algum estranho iria me ajudar dessa forma.

Apesar do susto, não fiquei com medo de sair e continuei, dia a dia, encarando as ruas e as pessoas. Muitos moradores daqui têm bichos de estimação e descobri que eles são uma ótima porta de entrada para se fazer amizades. Nas lojas de roupas as pessoas também vêm falar com você para pedir ou dar opiniões e isso é muito legal!

Resumindo, as pessoas daqui gostam de se comunicar e trocar experiências. Como a Califórnia é uma região de praias e recebe muitos turistas, os moradores daqui estão acostumados com gente nova e gostam de ajudar (já paramos várias vezes para pedir informações e sempre fomos atendidos).

Estou extremamente feliz com a receptividade californiana 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s