“É dia de feira quarta-feira, sexta-feira, não importa a feira.”

Dois anos se passaram desde que chegamos. E o que dá para dizer desse tempo? Que ele é muito longo quando pensamos na distância daqueles que ficaram, e muito curto para realizar todos os planos que foram colocados no papel. Mas dizem que o tempo é o nosso melhor amigo. Ele ensina, ameniza, cura e reconstrói. E isso é a mais pura verdade!

Em 2016, recebi diversos e-mails de brasileiros que estão planejando sair do Brasil ou que chegaram há poucos meses nos Estados Unidos e gostariam de algumas dicas, principalmente em relação ao custo de vida. Admiro muito a coragem de cada um. Eles estão saindo do seu porto seguro para arriscar, errar, acertar, aprender e evoluir. Assim como nós temos feito todos os dias desde que chegamos.

Então, resolvi listar e responder aqui as perguntas mais frequentes para tentar ajudar outras pessoas que também estão passando pelo mesmo processo de mudança. Muitas dessas perguntas já foram respondidas ou abordadas de forma mais profunda em outros posts, mas agora elas estão organizadas em um único lugar.

Vale lembrar que este é o meu ponto de vista. Sempre recomendo pesquisar muito e falar com outras pessoas para que você tire suas próprias conclusões e faça o planejamento de mudança mais adequado a sua realidade.

Nível de inglês

Se você não fala inglês e vai passar um tempo aqui, minha sugestão é começar a aprender a nova língua o quanto antes. A melhor opção é encontrar uma boa escola de idiomas ou ter aulas particulares. Nas horas vagas, é importante seguir estudando. Recomendo o aplicativo Duolingo, que é gratuito e muito didático, para aprender gramática. Além disso, sugiro escutar rádios como a KPBS (rádio pública de San Diego) e podcasts (como os diversos oferecidos gratuitamente no Google Play e no Spotify). Eu escuto diariamente podcasts de notícias e entretenimento, e posso garantr que eles ajudam muito.

Em San Diego, eu fiz um curso de inglês em uma das escolas da rede San Diego Continuing Education. As escolas são ótimas, possuem ótimos professores e oferecem diversos cursos técnicos gratuitos. A escola não pede nenhuma informação sobre o seu visto! Porém, ela não fornece nenhum tipo de visto, como acontece nas escolas pagas. Então, é um plus nos estudos. No site da escola tem todas as informações sobre agendamento de testes de nivelamento e a lista de cursos de cada unidade.

Aluguel

O valor do aluguel vai depender muito da região que você quer morar. Quanto mais perto da praia, mais caro. Muitos estudantes brasileiros moram em Pacific Beach, que é umas das praias mais bonitas e “mais badaladas” da cidade, com diversas opções de bares e festas. Porém, o aluguel é mais caro que outras regiões. Por isso, muita gente acaba dividindo o apartamento/quarto com outros estudantes.

Muitos estudantes e famílias também acabam optando por La Jolla, que é uma região mais cara justamente por ser uma área nobre e por ser a praia mais famosa de San Diego. Em La Jolla ficam as melhores escolas para as crianças e está localizada também a melhor universidade da cidade, que é a UCSD. Se você vem com sua família, recomendo seguir a página Família nos EUA. Ela possui diversas informações relevantes sobre todos os assuntos que envolvem a mudança de uma família com crianças pequenas para os Estados Unidos.

Se você for dividir apartamento, a média do aluguel varia de $350 a $1300, dependendo da localização, dos serviços que o condomínio oferece, se o quarto será dividido com alguém ou será privado, se as contas serão ou ou não inclusas, etc. Neste grupo de brasileiros no Facebook sempre são divulgandas vagas de moradia, especialmente para estudantes. Se você não for dividir apartamento, o aluguel começa em $1200.

As opções de bairros que são próximos à praia e um pouco mais baratos que os citados acima são: Point Loma, North Park e Hillcrest. Se você não se importa em ficar longe da praia, os bairros mais baratos são El Cajon, Miramar, Mira Cesa, Chula Vista, etc.

Você também consegue saber mais detalhes sobre os valores dos aluguéis pesquisando em sites como:

https://sandiego.craigslist.org/

Caso você decida não dividir o apartamento com alguém que já está aqui, um ponto importante a ser levando em consideração é que você precisa comprovar renda e ter social security (o CPF daqui) na hora da aplicação para a vaga. Alguns locais aceitam fechar negócio caso você apresente um sponsor (fiador), que precisa morar aqui, comprovar renda e ter o social security.

Você também pode tentar morar na casa de alguma família america (e isto certamente fará uma grande diferença no seu inglês!).

Comida

Sobre o valor da alimentação, aqui a comida não é muito cara. Quer dizer, depende do tipo de comida. Fast food e comidas industrializadas em geral são bem baratas. Mas têm vários supermercados com preços bons para comprar frutas, verduras e carnes.

Eu geralmente vou em três supermercados fazer as compras da semana, pois cada lugar oferece um preço bem diferente para cada tipo de coisa. Em média, se gasta entre $50 e $70 por semana para cada pessoa. Já falei com outros amigos e esse valor pode ser um pouco maior, dependendo do quanto você come, do quanto você cozinha em casa e do tipo de comida que você compra (orgânica, sem antibióticos, sem lactose, sem glúten…).

Os supermercados mais em conta são: Food4Less, Smart&Final, Walmart, Grocery Outlet e Costco (é preciso ser sócio para comprar). Fique atento ao encartes que são entregues semanalmente no seu correio e também aos sites e aplicativos desses supermercados. A maioria oferece cupons de desconto.

Lavanderia

Acrescente no seu orçamento uma média de $2,50 a $10 de lavanderia por semana (obviamente o valor aumenta dependendo de quanta roupa você for lavar). A maioria dos apartamentos têm lavanderia coletiva e você precisa pagar por cada lavada/secada de roupa. A média é de $1,5o por cada ciclo na máquina de lavar e $1,00 por cada ciclo para secar. Existem também diversas lavanderias fora dos condomínios, mas geralmente elas são mais caras.

Carro/Transporte público

O transporte público de San Diego é bastante limitado. Geralmente é preciso pegar mais de um ônibus para chegar ao destino final. O passe mensal de ônibus/trem é $72 ou $5 a passagem por dia para usar quantas vezes quiser cada um (isso se você já tiver o cartão, que custa $2 e vale por mais de um ano). No site da MTS você encontra todas as informações sobre intinerários e valores.

Devido a essa limitacão, muitas pessoas acabam comprando um carro para se locomover pela cidade. Você consegue achar carros usados no mesmo grupo de brasileiros no Facebook que citei acima, no Craigslist https://sandiego.craigslist.org/ e em diversos outros sites listados no Google.

Caso você não tenha o social security e não pode comprovar renda por ser estudante, não conseguirá comprar um carro parcelado nas revendas. Por isso, terá que optar por comprar o carro à vista. Então, já se planeje para esse gasto.

Trabalho

Como já disse em outros posts, eu tenho a sorte de ter permissão de trabalho. Em geral, estudantes não podem trabalhar, a não ser que tenham algum documento ou façam um curso que permita. Contudo, muitos precisam se manter por aqui e acabam trabalhando como babá de criança; cuidador de cachorro/gato; garçon/garçonete/cozinheiro/lavador de prato/barista, etc., em restaurantes, bares, cafés e lancherias; com limpeza de casas; como entregador de comida, etc.

Mas atenção! Leve em consideração que se você for estudante e optar por trabalhar sem ter nenhum documento que o permita fazer isso, você estará trabalhando na ilegalidade e poderá ser penalizado se for pego!

_________________________________________________________________
Espero ter ajudado!

Caso você tenha alguma dúvida, envie um e-mail para derepentesandiego@gmail.com. Prometo responder assim que possível 😉

Anúncios

4 opiniões sobre ““É dia de feira quarta-feira, sexta-feira, não importa a feira.”

  1. Parabéns pelo post. Estou na Philadelphia,cheguei a 18dias sozinha,vou estudar inglês para aprimorar e assim que terminar quero me mudar para SAN Diego e seguimos na luta, parece que estou aqui a tanto tempo e a saudade da mãezona e irmã é grande. Abraço

    Curtir

    • Joyce, parabéns pela coragem! Viva um dia de cada vez e tudo vai dar certo. Aqui em San Diego existem escolas de inglês muito boas, inclusive algumas gratuitas que eu já falei aqui no blog. Se tiver qualquer dúvida sobre a cidade, fique à vontade para me escrever. Desejo todo sucesso para você! Sobre a saudade, ela é o amor que fica das pessoas que amamos e quando ela bater bem forte, não deixe de dar uma ligada pra elas pelo Whats, FaceTime, Skype e tantos outros recursos tecnológicos maravilhosos que nos ajudam a ficar mais perto de quem está tão longe. Abraço, Dani

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s